Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Histórico

Atualizado em 28/10/15 11:29.

O projeto de um museu de ciências tem sido pensado há mais de uma década. Iniciado em 2000, os trabalhos foram retomados em 2011 com a constituição de uma Comissão responsável pela sua criação. O projeto inicial de um espaço destinado à popularização das ciências e ações educativas foi ampliado para a constituição de um “espaço de socialização do conhecimento por meio de rede integrada de ações”, operando como território de interação entre a universidade e a sociedade.

De agosto a dezembro de 2013 foi elaborado o anteprojeto do Museu de Ciências da UFG, idealizado por docentes e servidores técnico-administrativos da Instituição. Um amplo diagnóstico museológico foi realizado afim de promover a identificação das diferentes iniciativas museais já existentes na Universidade e com suporte para novas iniciativas. Ao todo, 16 núcleos museológicos foram identificados para a integração da rede do Museu de Ciências da UFG, que se encontram nas regionais Goiânia, Jataí e Catalão.

Para que o diagnóstico fosse realizado de forma eficaz a estratégia de distribuição de atividades foi adotada. Grupos de Trabalhos (GT's) constituídos por docentes e técnicos administrativos da Instituição, sob a orientação de consultores externos, se responsabilizaram por diversas ações, como a curadoria, salvaguarda, acessibilidade, arquitetura, comunicação, entre outros. 

Ainda como estratégia foram realizadas visitas técnicas a museus e núcleos de excelência de diferentes estados do Brasil tendo como meta a observação de procedimentos de processos de salvaguarda de acervos museológicos. Adicionalmente foram realizados seminários com pesquisadores, gestores e professores de museus de ciência e com experiência em ações em rede com a finalidade de obtenção de maiores conhecimentos e consolidação da ideia do formato em Rede do Museu de Ciências da UFG.

A operação em Rede não é ideia nova, sendo, na verdade, cada vez mais empregada em diferentes esferas, incluindo museus. O conceito de rede proposto para o Museu de Ciências da UFG (MC-UFG) traz a possibilidade de articulação entre os diversos núcleos museológicos da Instituição, ao mesmo tempo em que garante suas autonomias. Neste sentido a rede tem uma estrutura aberta e permeável permitindo a conectividade horizontal entre os pares e uma horizontalidade de sentidos (MIZUKAMI, 2015).

Ao longo da realização do projeto foram definidas a missão, os objetivos do Museu de Ciências da UFG e a ideia de operação a partir de uma Rede de relações entre os núcleos museológicos da Universidade tendo como meta a institucionalização da integração de ações em termos de salvaguarda e comunicação levando em conta o patrimônio científico, tecnológico, natural e cultural existentes na UFG e em seu entorno. 

A proposta do Museu de Ciências da UFG parte de um compromisso social e educativo não só com a comunidade escolar de Goiás e região, mas para a comunidade em geral, voltada para a popularização da ciência, alfabetização científica e tecnológica e a produção do conhecimento, em equilíbrio com as ações de pesquisa e preservação do patrimônio científico e cultural da universidade. 

 

Listar Todas Voltar